Primeiro contrato dos Beatles vai a leilão em Nova York

Documento deve ser arrematado por cerca de US$ 150 mil

Por O Dia

Alemanha - O primeiro contrato de gravação assinado pelos Beatles durante seus primórdios em Hamburgo, na Alemanha, deve ser arrematado por cerca de  US$ 150 mil quando for a leilão em Nova York no mês que vem, informou nesta terça-feira a empresa responsável pela venda.

Primeiro contrato dos Beatles vai a leilão em Nova YorkReprodução

O contrato, escrito em alemão e assinado em 1961 por Paul McCartney, John Lennon, George Harrison e o então baterista Peter Best, é parte de um lote de 300 itens relacionados aos Beatles, reunido pelo falecido produtor musical alemãoUwe Blaschke.

Dean Harmeyer, diretor de consignações da casa de leilões Heritage Auctions, declarou que o contrato é “talvez o documento dos Beatles de maior importância histórica a ser leiloado”.

A coleção Blaschke inclui fotos, documentos e originais que dizem respeito à época que a banda de Liverpool, na Inglaterra, passou em solo alemão no início dos anos 1960 antes de conquistar o mundo.

O contrato de 1961 é de um disco que nem levava o nome dos Beatles e que traz uma versão em ritmo mais acelerado da tradicional canção infantil alemã “My Bonnie”, e que foi creditada a Tony Sheridan & The Beat Brothers, porque a gravadora achou que o nome “Beatles” não era adequado para o mercado alemão, segundo a casa de leilões.

“Sem este contrato, que levou diretamente ao envolvimento do (empresário) Brian Epstein, os Beatles poderiam nunca ter alcançado o sucesso futuro como grupo com obra gravada. E na época era um marco enorme em uma carreira – eles finalmente tinham assinado um contrato de gravação, algo com que só tinham sonhado antes de ‘My Bonnie’”, disse Harmeyer em um comunicado.

Entre os outros itens à venda estão uma cópia autografada do primeiro sucesso da banda, “Love Me Do”, que se espera alcançar os 10 mil dólares, e uma foto de Harrison com 17 anos usando seu primeiro casaco de couro, tirada em 1960 em Hamburgo, cujo preço de venda foi estimado em três mil dólares.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência