Chile construirá maior usina de energia solar do mundo

Batizado de 'Copiapó Solar', projeto receberá investimento de US$ 2 bilhões

Por gabriela.mattos

Santiago - O governo chileno concedeu, nesta quinta-feira, a autorização ambiental para a construção da maior usina de energia solar do mundo, no Atacama. A nova usina fornecerá 260 megawatts ao Sistema Interconectado Central. A Solar Reserve, empresa a cargo do projeto, escolheu uma das regiões mais áridas do planeta e rica em minerais para a usina que começaria a operar em 2019.

O projeto receberá um investimento de US$ 2 bilhões e foi batizado de Copiapó Solar. Ele inclui tecnologia de ponta, com torres de concentração equipadas com armazenamento térmico que funciona com a energia do sal fundida, em conjunto com painéis solares fotovoltaicos, em um sistema híbrido que permite funcionar de maneira contínua dia e noite.

"Nenhuma outra tecnologia comprovada de energia renovável é capaz de fornecer este tipo de solução com este custo", garantiu Kevin Smith, gerente geral da Solar Reserve.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia