Por tabata.uchoa

Bélgica - Após a tentativa frustrada de ataque no trem de alta velocidade que liga Paris a Amsterdã, com parada em Bruxelas, a Bélgica anunciou neste sábado que, daqui em diante, vai realizar "controles por amostragem" nas bagagens de passageiros de linhas internacionais.

O anúncio foi feito pela ministra dos Transportes do país, Jacqueline Galant, que pediu para os viajantes chegarem com antecedência às plataformas de embarque para se submeterem às novas medidas de segurança.

Além disso, os trens Thalys terão a bordo mais brigadas de polícia mista, patrulhas formadas por agentes das forças de França, Holanda e Bélgica. A tentativa de ataque ocorreu na última sexta-feira, quando um homem ligado ao extremismo islâmico carregava um fuzil AK-47 dentro de um dos banheiros da composição.

Segundo o ministro do Interior de Paris, Bernard Cazeneuve, um passageiro francês tentou entrar no toilette e encontrou o terrorista com a arma. Os dois começaram a brigar, atraindo a atenção de três militares norte-americanos que viajavam no mesmo vagão.
Em seguida, o trio conseguiu conter o homem, que foi preso assim que a composição chegou à estação de Arras, no norte da França. Segundo a imprensa local, o atirador é de origem marroquina e se chama Ayoub El Kahzzani.

Você pode gostar