Por bferreira

EUA - Ainda não será desta vez e o mundo pode respirar aliviado. Um asteroide gigante não irá se chocar com a Terra e destruir grande parte das Américas, como a tragédia contada na ficção e grande sucesso do cinema, ‘Impacto Profundo’. No filme’, parte de um cometa atinge o planeta e arrasa várias cidades. Segundo a Nasa não há nenhuma evidência científica que aponte para risco de queda de astros. O boato foi espalhado pelas redes sociais.

Blogs e sites de notícia informaram que um grande asteroide atingiria a Terra entre o meio e o fim de setembro perto de Porto Rico, provocando uma grande destruição em toda a região.

Mas esta teoria não tem nenhum embasamento, informou o Laboratório de Propulsão a Jato da Nasa em um comunicado, tentando acabar com estas previsões catastróficas.

“Não há nenhuma base científica — nenhuma evidência — de que um asteroide ou outro objeto celeste irá atingir a Terra nestas datas”, declarou o gerente do projeto de Objetos Próximos da Terra do Laboratório de Propulsão a Jato, Paul Chodas.

O laboratório explicou que todos os asteroides perigosos conhecidos têm menos de 0,01% de chance de impactar a Terra nos próximos 100 anos.

“Se existisse algum objeto grande o suficiente para fazer esse tipo de destruição em setembro, teríamos visto alguma coisa agora", disse.

A Nasa informou que “teóricos do Juízo Final” fizeram previsões semelhantes no passado, incluindo a alegação de calendário maia em 2012, que não eram apoiadas pela ciência e se mostraram falsas.

“Mais uma vez, não existe nenhuma evidência de que um asteroide ou qualquer outro objeto celeste está em uma trajetória que impactará a Terra”, disse Chodas.

Você pode gostar