Mel Gibson é acusado de agredir e insultar fotógrafa

Ator xingou mulher e bateu em suas costas após ser clicado com a namorada na saída de um cinema

Por O Dia

Austrália - O ator Mel Gibson foi acusado de agredir e insultar uma fotógrafa na saída de um cinema na cidade de Sydney, na Austrália, informou nesta segunda-feira a imprensa local. Gibson, que negou as acusações, estava com sua namorada, Rosalind Ross, quando a jornalista Kristi Miller se aproximou para fotografá-los na saída de um cinema em Sydney no domingo à tarde.

Mel Gibson só teria parado de agredir fotógrafa após incessantes pedidos da namoradaReuters

A polícia afirmou nesta segunda-feira que está investigando o incidente, mas sem mencionar o nome de Gibson, de 59 anos. "Tirei uma foto de Mel e sua namorada e, quando me virei, ele me bateu nas costas de forma realmente forte", disse Kristi ao jornal "Daily Telegraph".

"Ele cuspia ao gritar, me chamando de cadela, dizendo que não sou um ser humano e que iria para o inferno", acrescentou a fotógrafa do grupo News Corporation.

Kristi relatou que o ator parou de insultá-la quando sua namorada, de 24 anos, intercedeu e lhe pediu desculpas antes de se afastarem do local andando. Por sua vez, um representante de Gibson em Los Angeles, nos Estados Unidos, afirmou que o ator e sua namorada foram perseguidos pela fotógrafa, a quem acusou de "fabricar" a notícia.

"Ele pediu repetidamente para que ela parasse, o que ela não fez. Nunca houve nenhum tipo de contato físico", acrescentou o representante. Gibson, vencedor de dois prêmios Oscar, está na Austrália para preparar as filmagens em outubro do filme "Hacksaw Ridge", ambientado na Segunda Guerra Mundial.

Mel Gibson passou de galã de Hollywood a 'ator problema' pelo vício em álcool. Episódios de violência doméstica e condenações marcaram sua carreira. O ator acabou perdendo contratos e amigos do ramo.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência