Atirador filma morte de jornalistas nos Estados Unidos

Homem morreu em hospital, informou polícia. Ele era ex-funcionário da emissora em que jornalistas trabalhavam

Por O Dia

Estados Unidos -  O atirador que matou dois jornalistas da emissora "WDBJ7" filmou a ação ocorrida na manhã desta quarta-feira, no estado da Virgínia, nos Estados Unidos, e publicou em uma rede social. O homem foi identificado como Vester Lee Flanagan II, conhecido como Bryce Williams, de 41 anos. Ele era ex-funcionário da emissora. A polícia confirmou na tarde desta quarta, em entrevista coletiva, que o atirador morreu no hospital Fairfax Inova, na Virgínia.

O atirador tentou suicídio ao ser perseguido pela polícia em uma rodovia no estado da Virginia e quando um agente se aproximou de seu carro, não quis se entregar e atirou em si mesmo. Ele foi internado, mas não resistiu.

Vester Flanagan, conhecido como Bryce Williams, publicou vídeo de assassinatos em rede social Reprodução Internet

O confronto com a polícia teria ocorrido cerca de cinco horas após Vester atirar nos ex-colegas de trabalho Alison Parker, de 24 anos, Adam Ward, de 27, no shopping Bridgewater Plaza, em Moneta.

Em sua conta no microblog, o atirador ainda tuitou que "Alison fez comentários racistas" e que Adam o "denunciou ao RH depois de ter trabalhado junto apenas uma vez". Após a publicação das imagens, a conta do usuário foi suspensa.

Segundo a "NBC", o atirador trabalhou durante 20 anos em emissoras locais. A afiliada da "CBS" em São Francisco, "KPIX", informou que ele foi estagiário e redator na emissora de 1993 a 1995. Um funcionário de outra emissora, a "WTOC", da Georgia, confirmou que Flanagan trabalhou lá durante a década de 90. Em 2000, ele processou uma emissora na Flórida, depois de ser demitido, alegando discriminação racial.

Bryce Williams%2C como era conhecido profissionalmente%2C na época em que trabalhou na 'WDBJK7' Reprodução Internet

O gerente geral da emissora, Jeff Marks, afirmou que o atirador era "infeliz". "A reputação dele era de ser uma pessoa difícil de lidar no trabalho", disse Jeff. Segundo o administrador, Vester foi demitido da "WDBJ" há dois anos.

Jeff afirmou que apesar do que Vester tuitou sobre a repórter Alison, acredita que os dois nunca tenham se cruzado dentro da emissora. "Não estava exagerando quando disse que Alison e Adam eram as pessoas mais gentis da emissora", acrecentou Jeff. 

Vicki Gardner, que era entrevistada quando ocorreu o tiroteio, também foi baleada. Ela foi hospitalizada e após uma cirurgia seu quadro médico é estável.


'WDBJ7' homenageou Alison e Adam dizendo que os dois sempre se divertiam juntos durante as pautas Divulgação



Últimas de _legado_Mundo e Ciência