Donald Trump expulsa jornalista latino de entrevista coletiva

Famoso âncora fez uma pergunta no início do encontro sobre as polêmicas propostas do magnata para a questão migratória

Por O Dia

Estados Unidos - O magnata e pré-candidato republicano à Casa Branca, Donald Trump, se desentendeu nesta terça-feira com o principal apresentador da emissora hispânica "Univisión" durante uma entrevista coletiva no estado de Iowa, nos Estados Unidos. Em seguida, Trumo deu ordem para que um de seus seguranças retirasse o jornalista do local.

O famoso âncora da "Univisión" Jorge Ramos fez uma pergunta no início da coletiva sobre as polêmicas propostas de Trump para a questão migratória, entre elas a construção de um muro na fronteira com o México e a expulsão de 11 milhões de pessoas que vivem ilegalmente no país, o que iniciou uma discussão entre ambos.

Jornalista Jorge Ramos foi expulso de entrevista por segurança de Donald Trump após ordem do magnata candidato à presidência dos EUAReuters

Trump ignorou a pergunta de Ramos, passando a vez para outros jornalistas. O apresentador da "Univisión" seguiu de pé, insistindo no questionamento, quando um membro da segurança do pré-candidato o retirou da sala onde estava sendo realizada a coletiva.

"Por favor, sente-se. Você não foi chamado. Sente-se. Volte para a 'Univisión'", disse Trump, visivelmente incomodado. No entanto, posteriormente, Ramos pôde voltar à coletiva. Minutos depois, voltou a questionar o magnata sobre várias questões migratórias, o que se transformou em uma hostil troca de farpas entre o pré-candidato e o jornalista.

Jornalista Jorge Ramos durantes discussão com Donald Trump em coletiva de imprensaReuters

"Não se pode deportar 11 milhões de pessoas", repetiu com insistência o apresentador da "Univisión" para perguntar depois sobre a baixa popularidade de Trump na comunidade hispânica. "Eu tenho o coração maior do que o senhor. Sabe quantos latinos trabalham para mim? Milhares. Os latinos querem empregos. Em Nevada, as pesquisas me colocam entre os hispânicos", respondeu Trump.

O incidente entre Ramos e Trump ocorreu na entrevista coletiva prévia ao discurso do magnata em Dubuque (Iowa), o primeiro estado americano a realizar um encontro em 2016 para escolher o candidato do Partido Republicano à presidência dos EUA.

No último dia 30 de junho, o magnata entrou com uma ação na qual exige US$ 500 milhões da "Univisión" por romper "de forma abrupta" o contrato com o Miss Universo, do qual Trump é dono, e se negar a transmitir o concurso de Miss EUA, devido às declarações do pré-candidato contra os imigrantes.


Últimas de _legado_Mundo e Ciência