Suspeito de matar jornalistas nos Estados Unidos é identificado

Atirador seria ex-funcionário do canal WDBJ-TV, segundo governador da Virgínia, Terry McAuliffe

Por O Dia

Estados Unidos - O atirador que matou dois jornalistas na manhã desta quarta-feira durante uma transmissão ao vivo foi identificado e parece ser um ex-funcionário do canal WDBJ-TV, informou o governador da Virgínia, Terry McAuliffe. Entretanto, sua identidade ainda não foi divulgada.

LEIA MAIS: Jornalistas são mortos a tiros durante entrevista ao vivo nos EUA

Homem que atirou em jornalista nos EUA já foi identificado por autoridadesReprodução Vídeo

A CNN noticiou mais cedo que as autoridades locais têm o nome e a placa do carro do suspeito. As vítimas do atirador são a repórter Alison Parker, de 24 anos, e o cinegrafista Adam Ward, de 27 anos. O incidente ocorreu por volta das 6h45 (7h45 em Brasília) no shipping Bridgewater Plaza, em Moneta. Segundo a emissora, não há indícios de que a mulher entrevistada tenha sido ferida.

Alison entrevistava uma mulher quando som de tiros foi ouvido e as duas gritaram. Em seguida, a repórter cai no chão e o cinegrafista também. Quando a câmera caiu no chão, a audiência pôde ver de relance um homem apontando uma arma para o cinegrafista. 

Alison começou no canal como estagiária e atualmente era repórter matutina. Ela namorava um âncora do mesmo canal de TV onde trabalhava. Há pouco tempo ele tinha ido morar juntos. Já Ward ia se casar com uma produtora do canal e tinha dito recentemente que planejava deixar o jornalismo e fazer outra coisa. 


Últimas de _legado_Mundo e Ciência