Obama determina que Estados Unidos recebam 10 mil refugiados sírios

Medida começará a ser adotada a partir do mês que vem

Por O Dia

Washington - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, determinou que sejam iniciados os preparativos para que o país possa receber pelo menos 10 mil refugiados sírios durante o novo ano fiscal, que começa em 1º de outubro, anunciou nesta quinta-feira a Casa Branca.

O anúncio foi feito por Josh Earnest, porta-voz da Casa Branca, em sua entrevista coletiva diária, um dia depois de o secretário de Estado americano, John Kerry, afirmar que seu país está comprometido a receber mais refugiados sírios para responder à crise migratória que está afetando a Europa.

Obama determina que EUA recebam 10 mil refugiados síriosReuters

Para poder admitir no ano fiscal de 2016 esses 10 mil sírios, Earnest lembrou que é necessário aumentar a cota global anual de refugiados dos EUA, que se mantém em 70 mil desde 2013. Ontem, Kerry se reuniu com um grupo de congressistas para estabelecer a cota de refugiados de todo o mundo para o próximo ano fiscal.

O secretário não deu números após a reunião e disse somente que os Estados Unidos estão comprometidos a receber mais refugiados sírios. Fontes presentes nesse encontro disseram que a proposta do governo é aumentar pelo menos para 75.000 a cota de refugiados para o ano fiscal de 2016 e que Kerry chegou a mencionar o número de 100.000.

Desde que começou a guerra na Síria, há mais de quatro anos, os Estados Unidos receberam 1.500 refugiados desse país, a maioria nos últimos meses, e outros 300 preveem chegar ainda em setembro.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência