Suspeito de matar professor pede desculpas por meio de bilhete

Recado foi escrito antes de ele se suicidar nesta segunda-feira. Homem também é acusado de matar própria namorada

Por O Dia

Estados Unidos - Um homem suspeito de matar a tiros um professor universitário do Mississippi e de matar a própria namorada com quem morava, antes de se suicidar, deixou um bilhete se desculpando pelos seus atos, disse a polícia nesta terça-feira.

No entanto, uma autoridade policial disse que Shannon Lamb, um instrutor de ciências sociais e geografia na Delta State University, não deu nenhum motivo para os ataques que levaram a uma caçada na segunda-feira, antes que ele atirasse em si mesmo quando era encurralado pelos policiais.

A polícia disse que Lamb, de 45 anos, matou a tiros Amy Prentiss, de 41, no lugar onde eles moravam em Gautier (Mississippi), antes de dirigir 480 km até a Delta State, onde ele matou também a tiros o colega Ethan Schmidt, professor-assistente de história americana.

“Lamento muito”, diz o bilhete escrito a mão assinado por Lamb. “Gostaria que eu pudesse voltar atrás. Eu amava Amy, e ela é a única pessoa que me amou.”

Últimas de _legado_Mundo e Ciência