Papa Francisco pede desculpas por ser 'um pouco feminista'

Pontífice fez comentários sobre atual situação da mulher

Por O Dia

Cidade do Vaticano - O papa Francisco disse nesta quinta-feira que é "um pouco feminista", ao discursar para cerca de cinco mil jovens consagrados no Vaticano. "Perdoem-me se sou um pouco feminista, mas preciso agradecer o testemunho das mulheres consagradas", disse o Papa, provocando um caloroso aplauso. "Mas não todas, hein? Algumas são um pouco histéricas", gerando mais risos na platéia.

No entanto, o pontífice declarou que o que aproxima as mulheres da igreja é o fato de serem mães. "Quero agradecer o testemunho porque vocês têm essa vontade de caminhar na linha de frente, porque são mães, têm essa maternidade que as aproximam da Igreja", disse.

Papa disse que governos devem trabalhar para que mulheres não sejam expostas a situações indesejadasReuters

Também nesta quinta, o Pontífice fez um apelo para que a sociedade "proteja" a dignididade das mulheres e evite que elas se exponham a situações indesejadas.

"É preocupante ver o aumento no número de jovens meninas e mulheres que são obrigadas a ganhar a vida nas ruas, vendendo o próprio corpo, explorada por grupos criminosos ou, algumas vezes, pela própria família", afirmou. Segundo ele, "esta realidade é uma vergonha para as nossas sociedades que se gabam por ter atingido altos níveis de cultura e desenvolvimento".

"A corrupção difusa e a busca constante por lucros privam os inocentes e os mais frágeis da possibilidade de uma vida digna, alimentando a criminalidade e as injustiças", comentou, criticando que "ninguém pode permanecer inerte diante da urgente necessidade de proteger a dignidade das mulheres, ameaçadas por fatores culturais e econômicos".

Últimas de _legado_Mundo e Ciência