Por gabriela.mattos

Estados Unidos - O secretário-geral da Organização das Nações Unidas, Ban Ki-moon, pediu ao líderes europeus, nesta segunda-feira, que garantam o tratamento adequado a imigrantes e refugiados, levando em consideração que muitos sobreviveram a travessias árduas em fuga de perseguição, conflitos e abusos de direitos humanos.

Ban Ki-moon pede a líderes europeus que deem tratamento adequado a imigrantesReuters

“O secretário-geral tem acompanhado com preocupação crescente o fechamento de algumas fronteiras europeias, assim como a falta de instalações de acolhimento adequadas e também o uso cada vez maior de detenções e da criminalização de imigrantes irregulares e pessoas em busca de asilo”, disse o porta-voz de Ban Ki-moon, Stéphane Dujarric.

Na segunda-feira, o Parlamento húngaro autorizou o governo a mobilizar o Exército para ajudar na contenção da onda de imigrantes, concedendo aos militares a permissão para o uso de força não-letal.

A Hungria, que construiu uma cerca em sua fronteira com a Sérvia, fica no caminho do maior fluxo migratório visto na Europa desde a Segunda Guerra Mundial. O país registrou mais de 220 mil pedidos de asilo este ano.

Ban fez um apelo a todos os líderes europeus para que demonstrem liderança e compaixão, disse Dujarric. O secretário-geral da ONU vai presidir uma reunião sobre a grande movimentação de refugiados e imigrantes em 30 de setembro, quando os líderes mundiais estarão reunidos para a Assembleia-Geral da ONU.

Você pode gostar