Dalai Lama causa polêmica ao dizer que sucessora teria que ser 'muito atraente'

Apresentador ainda perguntou se religioso estava brincando. Afirmação irritou internautas, que o chamaram de 'sexista'

Por O Dia

Inglaterra - O Dalai Lama afirmou que se tiver uma sucessora mulher, ela deverá ter um rosto "muito atraente" porque se não for assim "não seria muito útil". A afirmação polêmica foi dada nesta quarta-feira durante uma entrevista à emissora britânica "BBC". Entre as risadas do apresentador, que não acreditava na resposta, o líder religioso disse que não estava brincando e provocou a ira de alguns internautas, que o chamaram de "sexista".

Dalai Lama foi criticado por declaração 'sexista'EFE

"Falei disso na França. Biologicamente, elas têm um maior potencial de demonstrar amor e compaixão. Em um mundo cheio de problemas, as mulheres precisam assumir um papel mais importante. Se deve ser uma mulher, o seu rosto deve ser muito, muito atraente", disse.

O apresentador ainda chegou a questionar se ele estava brincando, mas Dalai Lama afirmou que estava "falando a verdade". O número um do budismo tibetano é, geralmente, questionado sobre se gostaria que uma mulher assumisse seu posto e sempre se mostrou favorável. O prêmio Nobel da Paz de 1989, que tem 80 anos, é o 14º na linhagem de líderes do budismo tibetano e também é o líder oficial do governo do Tibete.

*Com informações da ANSA

Últimas de _legado_Mundo e Ciência