Por gabriela.mattos

Iêmen - Um ataque aéreo no Iêmen atingiu uma festa de casamento na cidade de Mocha e deixou, ao menos, 130 vítimas, informou a Organização das Nações Unidas (ONU) e fontes médicas locais nesta terça-feira. A ação, ocorrida na noite de segunda-feira, pode ter sido realizada pela coalizão internacional, liderada pela Arábia Saudita, que luta contra os rebeldes Houthis no país.

Ataque aéreo atinge festa de casamento e mata mais de 130EPA

Desde março, os sauditas organizam ataques contra o país para tentar "restabelecer" o governo eleito. Porém, o governo local afirmou que não foi o responsável pela ação.

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, condenou o atentado e disse que "cada ataque internacional contra civis é considerado uma séria violação da lei humanitária internacional".

Segundo dados da entidade divulgados hoje, mais de 2,3 mil civis morreram no Iêmen nos últimos seis meses de conflito, sendo que 151 deles foram mortos apenas entre as semanas do dia 11 e 24 de setembro. Esses números elevam para 7.217 pessoas atingidas desde o dia 26 de março, das quais 2.355 morreram e 4.862 ficaram feridas.

Você pode gostar