Por fernanda.macedo

Inglaterra - Uma professora-assistente de uma escola em Manchester, na Inglaterra, foi condenada a dois anos de cadeia e a prestar 250 horas de serviço comunitário por fazer sexo com um ex-aluno, que era menor de idade. De acordo com o site do tabloide britânico "The Sun", Caroline Berriman, de 30 anos, manteve relacionamento sexual com um jovem que tinha metade da sua idade ao longo de vários meses, até o momento em que engravidou.

Professora Caroline Berriman foi condenada a dois anos de prisão por fazer sexo com ex-aluno Reprodução Internet

A professora chegou a oferecer cerca de 20 mil libras – algo em torno de R$ 125 mil – para que o rapaz fugisse com ela, evitando sua prisão.

O jovem, cujo nome não foi divulgado, afirmou que levou alguns meses para iniciar seu envolvimento sexual com a professora, na Escola Comunitária Abraham Moss, mas que, após isso, as relações passaram a ser frequentes, sempre sem o uso de camisinha. 

"Mas a relação me assustou demais quando ela permitiu que o filho dela, de dois anos, me chamasse de papai e, principalmente, depois que ela me disse que estava grávida", afirmou o garoto, hoje com 17 anos, em entrevista ao "The Sun".

Ele não demorou a contar a novidade ao irmão e, logo, a mãe ficou sabendo e ameaçou levar a história à polícia. E foi aí que Caroline se desesperou.

Segundo o jovem, a professora ficou furiosa e desesperada com a possibilidade de perder a filha pequena devido ao caso e queria evitar a punição a qualquer custo.

Ela passou na casa do estudante com o dinheiro, imporando a ele para que os dois fugissem juntos para evitar a detenção. 

A professora admitiu as acusações nesta, evitando, assim, ser enviada direto à prisão. Além dos serviços comunitários, a Justiça emitiu uma ordem de restrição estabelecendo que ela não pode mais se aproximar do jovem.

Caroline Berriman não poderá mais se aproximar do jovem, de quem chegou a engravidarReprodução


Fonte: IG

Você pode gostar