Homem mais obeso do mundo passa por cirurgia de redução de peso

Mexicano sentia fortes dores na coluna e nos joelhos, além de ter respiração acelerada

Por O Dia

México - O mexicano Andrés Moreno, de 320 quilos e considerado como o homem mais obeso do mundo, foi internado nesta quarta-feira para se submeter a uma operação para reduzir seu peso, informou à Agência Efe a equipe médica do Hospital Arvoredos de Guadalajara, no estado de Jalisco.

Após uma série de exames de última hora, Moreno foi levado em uma maca automatizada e projetada para aguentar até 500 quilos a um quarto do hospital, onde fica a unidade Gastric Bypass México. A previsão é que o processo cirúrgico, do qual participam sete especialistas, entre eles o diretor da Gastric Bypass México, José Castañeda, tenha duração de duas horas e meia.

Homem mais obeso do mundo passa por cirurgia de redução de pesoEfe

Moreno será submetido a uma operação de derivação biliopancreática com cruzamento duodenal, considerado o procedimento que apresenta melhor resultado em pacientes com obesidade extrema. Em entrevista à Efe antes da operação, Castañeda explicou que, devido à fragilidade de Moreno, a cirurgia seria realizada em duas etapas para minimizar os riscos.

A técnica laparoscópica para reduzir o tempo de recuperação ao não precisar abrir o paciente. Ao fim da operação, o médico, que já realizou mais de 5 mil cirurgias bariátricas, explicará os detalhes do processo e o estado do paciente.

Moreno chegou ao hospital de Guadalajara na madrugada de hoje, vindo de sua cidade natal, Obregón, no noroeste do estado de Sonora, após uma longa e complicada viagem. Primeiro, ele foi de carro até Hermosillo e depois de avião até a capital de Jalisco.

"A viagem foi impecável", disse à Efe a chefe de gabinete do Gastric Bypass México, Judith Tavares, que explicou que o paciente recebeu oxigênio no trajeto "evitando episódios perigosos". Antes de comer o último alimento sólido ontem, já que depois da cirurgia sua alimentação será a base de líquidos, Moreno disse à Efe que estava "contente e nervoso" pela operação.

Ele revelou que a obesidade foi parte de sua vida desde o início, já que nasceu com mais de 6 quilos, devido um problema metabólico que transformava em gordura grande parte dos alimentos que ingere. Desde os 25 anos e com 210 quilos, ele buscou ajuda especialistas e seguiu dietas que, longe de ajudá-lo, só provocaram uma pequena queda do peso.

As dores de joelho e coluna eram constantes, e sua respiração era acelerada. Há quatro anos, porém, a morte de seu pai fez com que ele entrasse em uma depressão que se aprofundou após ele ter sido abandonado por sua companheira.

Depois disso, ele se fechou em seu quarto e chegou a pesar 444 quilos. A vontade de viver o fez adotar uma dieta a base de frutas, verduras ricas em proteínas, frango e peixe nos últimos 12 meses, que o permitiram perder 124 quilos, chegando ao peso atual. Moreno disse à Efe que sonha em ter uma vida normal e criar uma fundação para ajudar os que sofrem com a obesidade em um país com "muitos gordinhos".

Últimas de _legado_Mundo e Ciência