Francês é preso na Bélgica acusado de envolvimento em atentados em Paris

Outros dois acusados são residentes de Bruxelas e foram presos em operação policial na fronteira entre Paris e Bélgica

Por O Dia

Bélgica - O ministro da Justiça da Bélgica, Koen Geens, afirmou neste sábado à uma rádio local que várias pessoas foram detidas em Bruxelas, por supostas relações com os atentados realizados em Paris e arredores, que deixaram pelo menos 127 mortos.

Entre os presos há um francês, residente da Bélgica, que alugou o carro usado pelos terroristas responsáveis pelos ataques em Paris para chegar à casa de espetáculos Bataclan, afirmou o procurador da capital francesa, François Molins.

Vídeo flagra desespero em casa noturna invadida por terroristas

O acusado foi preso em uma operação policial na fronteira entre os dois países junto com outros dois indivíduos. Nenhum dos três estava fichado na França. Os outros dois presos também moram na região de Bruxelas, segundo informou o procurador.

Molins explicou que a França enviou pedidos internacionais de prisão desses indivíduos e também solicitou informações sobre o veículo. O carro, um Polo de cor preta, foi encontrado em frente ao Bataclan e, segundo vídeos e várias testemunhas, foi usado para levar os terroristas até ao local onde cerca de 1.500 pessoas assistiam a um show de um grupo americano de rock.

Molins afirmou que não pode dar mais detalhes sobre as operações da polícia belga para não prejudicar as investigações que ainda estão em curso

O órgão de coordenação para a análise de ameaças da Bélgica (OCAM, na sigla em francês) está avaliando elevar para o nível mais alto o alerta por terrorismo no país, segundo o site "De Redactie".

O Ministério do Interior começou a investigar na manhã de hoje se um dos carros dos terroristas responsáveis pelos ataques de Paris tinha placa belga, após testemunhas terem repassado a informação às autoridades, informou o jornal "Het Laatste Nieuws" em seu site. O primeiro- ministro da Bélgica, Charles Michel, que convocou hoje uma reunião do Conselho Nacional de Segurança, não quis dar declarações sobre a possibilidade, ao destacar que não se pronunciará sobre uma informação de caráter judicial.

Brasileiros feridos em atentado estão fora de perigo

O governo belga decidiu estabelecer na noite de ontem controles na fronteira com a França em estradas, aeroportos e estações de trem por causa dos atentados terroristas em Paris. Além disso, determinou que a polícia elevasse o nível de segurança e vigilância, o que implica também "registros sistemáticos" na entrada de eventos públicos.