Caçada a três suspeitos de atentado no Mali

Governo aponta 21 mortos em ataque

Por O Dia

Mali - Pelo menos três pessoas suspeitas de estarem envolvidas no ataque de sexta-feira ao hotel Radisson Blu de Bamako, capital do Mali, estão sendo procuradas pela polícia, informou neste sábado uma fonte de segurança local. Após uma visita ao hotel, o presidente do Mali, Ibrahim Boubacar Keita, afirmou que 21 pessoas morreram no atentado, incluindo os dois jihadistas mortos pelas forças de segurança, corrigindo a informação veiculada pela televisão nacional que apontava para 27 mortos.

Forças militares estão à procura dos jihadistas que atacaram hotelDivulgação

O governo do Mali decretou desde ontem um estado de emergência por dez dias no país e um luto nacional de três dias. O presidente Ibrahim Boubacar Keita pediu aos cidadãos malineses que “não baixem a guarda” após o ataque ao hotel, reivindicado de forma conjunta pelos grupos jihadistas Al Mourabitoun e Al Qaeda do Magrebe Islâmico. Keita repudiou o atentado: “Os jihadistas não compartilham os mesmos valores que nós porque desconhecem o valor da vida”, disse o líder malinês, que também visitou o hospital Gabriel Touré, onde estão internados os feridos.

Keita também agradeceu o trabalho e o “profissionalismo” das forças de segurança malinesas e internacionais nas operações de resgate dos reféns. 

Últimas de _legado_Mundo e Ciência