Brasil doa R$ 2,7 milhões para programa da ONU de ajuda a refugiados

Ação foi conjunta com Espanha e Cuba. Ao todo, foram doadas 450 toneladas de arroz e 500 de açúcar

Por O Dia

Estados Unidos - O governo brasileiro fez doação de US$ 727 mil (R$ 2,73 milhões) e também de mantimentos, para o Programa Mundial de Alimentos (PMA) da ONU, em ação conjunta com Espanha e Cuba, destinada aos refugiados do Saara.

Os três países entregaram 450 toneladas de arroz, 1.080 toneladas de feijão e 500 toneladas de açúcar, confirmaram à Agência Efe, fontes da embbaixada da Espanha em Argel, na Argélia.

Brasil doa R$ 2,7 milhões para ajudar refugiadoso dia

Os alimentos foram encaminhados para a cidade de Oran, em solenidade que contou com a presença de Rodrigo Andrade Cardoso, ministro-conselheiro da Embaixada do Brasil em Argel, além do embaixador da Espanha, Alejandro Polanco Mata, e a assessora econômica e comercial da Embaixada de Cuba, Irina Perojo.

O governo espanhol ainda fez doação à agência da ONU de US$ 622 mil (R$ 2,3 milhões) e o governo cubano de US$ 200 mil (R$ 751,4 mil).

O Brasil iniciou a doação de arroz, feijão e açúcar para a região em 2013, assim como Cuba, se aproveitando de colaboração logística da Espanha.

Os alimentos serão levados para o ponto de armazenamento de Rabuni, capital administrativa dos campos de refugiados, de onde serão distribuídos para mais de 160 mil pessoas, que vivem refugiadas há 40 anos nesta região.

O PMA é a maior organização de assistência humanitária do mundo na luta contra a fome. Em 2013, o programa da ONU ajudou mais de 80 milhões de pessoas em 75 países.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência