Polícia francesa identifica terceiro homem-bomba do Bataclan

Ele morava na fronteira com a Alemanha. Além dele, outros dois acionaram explosivos dentro da casa de shows

Por clarissa.sardenberg

França - A polícia francesa identificou nesta quarta-feira o terceiro homem-bomba que realizou um atentado terrorista na casa de concertos Bataclan, em Paris, no dia 13 de novembro. Apesar de não revelar, de maneira oficial, o nome do jihadista, fontes próximas à investigação afirmam que ele se chamava Fouad Mohamed Aggad, 23 anos, e que morava em Estrasburgo - que fica próxima à fronteira com a Alemanha.

Atentado no Bataclan, parte de uma série em Paris, deixou 90 mortos Reuters

Ele teria partido para a Síria em 2013 ao lado de seu irmão, Karim, e um grupo de oito pessoas que residia no bairro de Meinau. A maior parte dos membros deste grupo havia sido presa no início do ano de 2014 ao retornar para a França, sendo que Karim continua detido, mas Aggad havia conseguido escapar dos policiais.

Além do terrorista identificado nesta quarta-feira, outros dois homens acionaram os explosivos que mataram 90 pessoas no Bataclan, no mais sangrento dos atentados de novembro. Os franceses Ismail Omar Mostefai, 29, e Samy Amimour, 28, também conseguiram se explodir após os policias entrarem no local. Um quarto terrorista foi morto pelas forças de segurança antes de detonar os explosivos.

Ao todo, 130 pessoas morreram em seis ataques terroristas no dia 13 de novembro. A ação foi reivindicado pelo grupo Estado Islâmico (EI, ex-Isis).

Últimas de _legado_Mundo e Ciência