Por clarissa.sardenberg
Publicado 16/12/2015 13:23 | Atualizado 16/12/2015 13:24

Áustria - Duas pessoas foram detidas na Áustria nesta quarta-feira por suposta ligação com os atentados de 13 de novembro na França, que deixaram 130 mortos, informaram autoridades locais. A Procuradoria austríaca destacou que as prisões foram efetuadas durante o último final de semana "em um centro de acolhimento para imigrantes em Salisburgo" e que eles são suspeitos de "participar de uma organização terrorista".


O jornal "Kronen Zeitung" destacou que os dois homens são franceses e que chegaram à Áustria em outubro. Eles teriam usado um passaporte com identidade síria e teriam vindo do país do Oriente Médio ao lado dos responsáveis pelos atentados em Paris.


Salah Abdeslam esteve na Bélgica e não foi preso: Em entrevista ao canal de televisão "VTM", o ministro da Justiça da Bélgica, Koen Geens, revelou que o mentor dos atentados em Paris, Salah Abdeslam, esteve no bairro de Molenbeek "entre a noite do dia 15 e a madrugada do dia 16 de novembro".


Porém, ele não foi preso no local porque a legislação belga impede que policiais façam ações noturnas entre as 23h e às 5h da manhã no país. Com isso, ele conseguiu fugir das autoridades impunemente. Até hoje não há pistas sobre o paradeiro do homem que organizou as ações na noite do dia 13 de novembro. 

Você pode gostar