Por clarissa.sardenberg
Publicado 16/12/2015 14:52 | Atualizado 16/12/2015 14:58

Estados Unidos - Um encanador do Texas, nos Estados Unidos, está processando uma concessionária de carros usados após sua picape Ford, contendo a logomarca de sua empresa, ter ido parar nas mãos de extremistas islâmicos que seriam ligados ao Estado Islâmico na Síria, segundo a mídia internacional. Ele pede R$ 3,8 milhões por danos ao seu negócio.

Picape com a logomarca da empresa de encanador americano foi parar com extremistas na Síria Reprodução Internet


Mark Oberholtzer diz que perdeu muito dinheiro depois de o carro com a logomarca "Mark-1 Plumbing" aparecer com terroristas que carregavam armamento antiaéreo e que passou a receber até ameaças.


O americano contou que ficou sabendo do caso através de sua secretária, que ligou dizendo que ele "não iria acreditar" no que estava acontecendo. A imagem começou a ser divulgada em redes sociais em dezembro do último ano.


Ele contou que vendeu a picape em novembro de 2013 em Houston, no Texas, e que a concessionária afirmou que "para não arranhar a pintura" iria remover a logomarca da empresa, o que claramente não foi feito. O veículo foi a leilão na capital texana e de lá foi para Mersin, na Turquia, chegando depois em Aleppo, na Síria, onde foi parar nas mãos de extremistas.


A concessionária, por sua vez, culpa os responsáveis pelo leilão e em comunicado disse que "é uma pena que o consumidor tenha tido que passar por isso".

Você pode gostar