Por clarissa.sardenberg
Ucrânia - A Coca-Cola quis desejar boas festas e feliz ano novo, mas acabou irritando consumidores da Rússia e Ucrânia por causa da disputa da Crimeia. A empresa fez uma publicidade que incluiu o território no mapa russo, o que ainda é um grande problema com os ucranianos, que dizem que a ação é ilegal. Depois de muita polêmica, a gigante resolveu excluir o local do mapa, o que deixou o outro lado indignado. Nas redes sociais se fala em boicote e o assunto continua: "A Crimeia é da Ucrânia, Coca-Cola".
Ucranianos ameaçaram boicote à Coca-Cola depois de polêmica sobre Crimeia no mapa russo Reprodução Twitter

Nesta terça-feira, a empresa "jogou a toalha" e pediu desculpas, retirando a campanha do ar. "Queridos amigos, foi decidido que vamos deletar este item por causa do descontentamento", publicou no Facebook a Coca-Cola na Ucrânia.

"Os cidadãos responderão à Coca-Cola boicotando seus produtos", disse o parlamentar Mustafa Nayyem à agência de notícias "Interfax".

A Crimeia foi anexada pela Rússia em seu território em março de 2014, mas o novo mapa não é reconhecido pela comunidade internacional. Desde abril de 2014, mais de 9 mil pessoas já morreram por causa da disputa.

Coca-Cola tentou fazer anúncio feliz%2C mas irritou Ucrânia e Rússia ao colocar e depois tirar Crimeia de mapaReprodução Internet