Por clarissa.sardenberg
Publicado 13/01/2016 12:42 | Atualizado 13/01/2016 12:44

Turquia - O autor do ataque no centro histórico de Istambul que deixou 10 mortos nesta terça-feira, um árabe de 28 anos, havia pedido asilo na Turquia em 5 de janeiro, uma semana antes do atentado, informou a imprensa local. Autoridades de Segurança o identificaram como Nabil Fadli, natural da Arábia Saudita, que estaria ligado ao grupo extremista Estado Islâmico.

Policiais detiveram ao menos 65 pessoas após a explosão suicida que também deixou 15 feridos na última terça. Segundo a agência de notícias local "Dogan", entre os suspeitos detidos estão três russos, 15 sírios e um turco.

Explosão no centro de Istambul deixa dezenas de mortos e feridosReuters

A polícia turca encontrou documentos e arquivos em CD de conteúdo suspeito durante as buscas, segundo a agência de notícias "Dogan News". Ainda não foi informado onde exatamente os suspeitos foram detidos.

De acordo com o ministro do Interior turco, Efkan Ala, 11 vítimas continuam hospitalizadas, entre elas nove alemães, um norueguês e uma peruana, sendo que duas pessoas estão em estado grave de saúde. Histórico Nesta terça-feira, uma explosão foi registrada no bairro turístico de Sultanahmet, no centro histórico de Istambul, perto da Mesquita Azul e da Basílica de Santa Sofia. Todas as vítimas eram estrangeiras, em sua maioria alemãs.

Você pode gostar