Por clarissa.sardenberg
Publicado 13/01/2016 11:15 | Atualizado 13/01/2016 11:24

Turquia - Autoridades turcas prenderam três homens de nacionalidade russa suspeitos de ligação com o grupo terrorista Estado Islâmico nesta quarta-feira, um dia depois do atentado que matou 10 e deixou ao menos 15 feridos no centro de Istambul, em um dos principais centros turísticos. O Consulado Geral da Rússia no Mediterrâneo na cidade de Antalya confirmou a informação.

Explosão que matou 10 na Turquia ocorreu perto da basílica de Santa Sofia e da Mesquita AzulReuters

Um homem-bomba que recentemente cruzou a fronteira da Síria com a Turquia matou nove turistas alemães e um peruano nesta terça-feira no centro histórico de Istambul na praça Sultanahmet, perto da Mesquita Azul e da Basílica de Santa Sofia.

A polícia turca encontrou documentos e arquivos em CD de conteúdo suspeito durante as buscas, segundo a agência de notícias "Dogan News". Ainda não foi informado onde exatamente os suspeitos foram detidos.

Nesta terça-feira, o premier turco, Ahmet Davotuglu, confirmou que o atentando suicida no centro histórico de Istambul foi causado por um militante do Estado Islâmico (EI, ex-Isis). Ele foi identificado como Nabil Fadli, natural da Arábia Saudita. 

*Com informações da Reuters 

Você pode gostar