Terror mata 21 pessoas em universidade do Paquistão

Grupo invade Bacha Khan University e dispara contra professores e alunos

Por O Dia

Paquitão - Pelo menos 21 pessoas foram mortas e mais de 30 ficaram feridas em ataque ontem a uma universidade no Paquistão. Quatro homens usando armas e explosivos invadiram o campus da universidade e dispararam contra professores, alunos e seguranças. Militares do exército reagiram e mataram os quatro agressores.

Chefe da polícia regional, Saeed Wazir confirmou as mortes, sem especificar se o total incluiu os quatro terroristas que o exército disse ter matado. A maioria das vítimas, estudantes, foi morta a tiros numa residência para rapazes no campus da Bacha Khan University, em Charsadda. Saeed Wazir afirmou que a operação policial já foi concluída e que as forças de segurança limpam a área.

O grupo talibã Tehreek-e-Taliban Pakistan (TTP) assumiu os ataques. E Umar Mansoor, comandante dos revoltosos, confirmou à AFP que quatro kamikazes atacaram a universidade.

Segundo a mesma fonte, a investida foi uma resposta à Operação Zarb-e-Azb, ofensiva antiterrorista lançada pelos militares nas zonas tribais do nordeste do país.

Os homens armados invadiram a universidade de manhã. Policiais e forças especiais entraram na instituição para conter o ataque, enquanto imagens de televisão mostravam estudantes fugindo.

“Mais de 30 pessoas, incluindo alunos e guardas da segurança foram feridas”, acrescentou o chefe da polícia.

Porta-voz do Exército, o general Asim Bajwa disse no Twitter que quatro terroristas foram mortos.Os estudantes contaram que um professor, identificado pela imprensa como Syed Hamid Hussain, combateu os terroristas, disparando sua arma.

O ataque foi igual ao feito pelo talibã a uma escola dirigida pelo Exército em Peshawar, em dezembro de 2014.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência