Quatro turistas que visitaram o Brasil são diagnosticados com zika na Itália

Casos aconteceram em março do ano passado e pacientes se recuperaram normalmente

Por O Dia

Roma (Itália) - A Itália registrou quatro casos de contágio do vírus zika em março de 2015, apesar dos pacientes, procedentes do Brasil, evoluírem positivamente até a total recuperação, informou neste domingo a imprensa local. Entre os casos, três foram tratados no hospital Lazzaro Spallanzani, em Roma, especializado em doenças infecciosas, enquanto o quarto foi hospitalizado em Florença.

O zika recebe esse nome pela floresta homônima de Uganda e foi isolado pela primeira vez em humanos em 1968, na Nigéria. O vírus, endêmico na África, começou a se propagar pela América Latina e é transmitido pelo mosquito Aedes aegypti, o mesmo que causa a dengue e a chicungunha, e pode provocar microcefalia fetal.

Entre 600 mil e 700 mil pessoas foram afetadas pelo vírus no Brasil, enquanto na Colômbia os casos chegam a 13,5 mil, segundo as autoridades. Por enquanto, na Europa foram diagnosticados três casos na Grã-Bretanha, dois na Espanha, concretamente na Catalunha, e estes quatro na Itália.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência