Por karilayn.areias

Rio - Uma mulher teve uma foto retirada do Instagram após postar a imagem da silhueta de seu seio. A rede social alegou que o conteúdo da postagem infrigia 'os padrões da comunidade', informou Nuria Grannel, a moça que postou a foto. 

"Estamos cientes de que algumas pessoas podem querer compartilhar fotos de carácter artístico ou criativo nu; No entanto, por várias razões, nós não permitimos nu no Instagram. Esta restrição se aplica a fotos, vídeos e conteúdo digital que mostrem atos sexuais, órgãos genitais e nádegas. As regras também se aplicam a algumas fotos de mamilos femininos; No entanto, fotos de cicatrizes e amamentação são permitidas. Também são aceitas pinturas e esculturas que retratem nus", justificou a rede social.

O caso de Nuria Granell não é o primeiro episódio de censura no Instagram. A artista Rupi Kaur também teve sua foto, que mostrava manchas de sangue em sua calça e na cama, retirada do ar. Na época, a artista reclamou do fato alegando que a rede social tem "páginas cheias de imagens de mulheres, muitas delas menores, objetivado, intenções pornográficas sexualizadas e tratado como menos do que os seres humanos". Reconhecendo o erro, o Instagram pediu desculpas a artista pelo ocorrido.

LEIA MAIS: Filha de Bruce Willis anda por Nova York com seios expostos

Em maio de 2014, a filha de Bruce Willis e Demi Moore, Scout Williams, tirou a blusa para protestar contra a proibição da postagem de fotos com nudez nas redes sociais. Em sua conta no Twitter, ela usou a hashtag "#FreeTheNipple" ('liberte o mamilo').

Você pode gostar