Malásia diz que destroços encontrados na Tailândia não pertencem ao MH370

Mistério continua: Aeronave desapareceu com 239 a bordo quando voava de Kuala Lumpur para Pequim, em 2014

Por O Dia

Malásia - Uma suposta parte de avião encontrada na costa sul da Tailândia não pertence a uma aeronave de passageiros da Malaysia Airlines que desapareceu há quase dois anos, informou o Ministério dos Transportes da Malásia nesta terça-feira. O sumiço do MH370, com 239 pessoas a bordo, é um dos maiores mistérios da história da aviação.

Suposta parte do Boeing 777 da Malaysia Airlines foi encontrada na costa sul da Tailândia%2C mas aérea nega que pertença ao avião EFE

A peça não coincide com as partes de um Boeing 777 e os números encontrados nos destroços não foram listados no manual de catálogo de peças da Malaysia Airlines, informou o ministério em comunicado após uma investigação.

Um grande pedaço de metal curvado apareceu em terra na província de Nakhon Si Thammarat no sábado, levando a especulações de que poderia pertencer ao Boeing 777 desaparecido.

O avião desapareceu durante voo de Kuala Lumpur para Pequim em março de 2014. Uma parte do avião apareceu na ilha francesa de Reunião em julho de 2015, mas nenhuma outra parte do avião foi encontrada.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência