EI ataca palácio presidencial e deixa mortos no Iêmen

Presidente do país está usando a estrutura do estado para governar, já que a capital Sanaa está na mão de rebeldes

Por O Dia

Iêmen - O palácio presidencial do Iêmen, que fica na cidade de Áden, foi atacado por um homem bomba do Estado Islâmico (EI, ex-Isis) nesta quinta-feira. Segundo as informações do portal SITE, que monitora as ações dos jihadistas, ao menos sete pessoas morreram e 10 ficaram feridas no ataque realizado por um militante holandês do EI, identificado como Abu Hunaifa al-Hollandi. Ele teria invadido o local com um carro e estaria seguindo um comboio de um empresário local, que se dirigia para uma reunião no palácio.

Atentado a bomba reivindicado pelo EI deixou mortos no Iêmen EFE

Por causa do conflito interno, atualmente, o presidente do país, Abd Rabbuh Mansour Hadi, está usando a estrutura do estado para poder governar - já que a capital Sanaa está na mão de grupos rebeldes.

Essa é a segunda vez neste mês que o governador de Áden, Aidarus al-Zubaidi, está envolvido ou próximo em um atentado terrorista.

No início do ano, ele sobreviveu a um outro carro bomba lançado próximo da sede do governo. Seu antecessor, Gaafar Mohamed Saad, foi morto em um ataque com bomba a seu comboio em dezembro. A ação também foi reivindicada pelo EI.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência