Bomba H: EUA admitem que teste 'não foi apenas alarde' da Coreia do Norte

Atividades bélicas de Pyongyang assustam principalmente países vizinhos. Japão colocou Exército em alerta nesta sexta

Por O Dia

Estados Unidos - Fontes do governo norte-americano confessaram à rede "CNN" que acreditam que a Coreia do Norte tenha realmente feito um teste com uma bomba nuclear de hidrogênio no início de janeiro, quebrando o ceticismo adotado pela Casa Branca em relação ao tema. A emissora divulgou nesta sexta-feira que os funcionários, os quais preferem manter o anonimato, disseram que "provavelmente" o teste ocorreu de fato e que não foi apenas um alarde lançado pelo regime de Pyongyang.

Uma das hipóteses é que o teste, porém, não tenha sido completo, mas sim, parcial, de apenas componente necessário para a bomba de hidrogênio, como um detonador. Mas, de toda maneira, a Casa Branca vê o gesto com cuidado, pois representa um passo em direção a uma bomba nuclear de potência avançada.

Bomba de hidrogênio, ou bomba H, pode ser até 50 vezes mais potente que as tradicionais de urânioReuters

Japão coloca Exército em alerta por possível teste de míssil

Nesta sexta-feira, o Japão colocou seu Exército em alerta por um possível lançamento de um míssil balístico da Coreia do Norte, após indicações de que o país estaria preparando um teste, disseram nesta sexta-feira duas pessoas com conhecimento direto da ordem à Reuters.

"Atividades crescentes no local de mísseis da Coreia do Norte sugerem que pode haver um lançamento nas próximas semanas", disse uma das fontes. Ambas pediram anonimato porque não são autorizadas a falar com a mídia.

Bomba H 50 vezes mais potente 

A Coreia do Norte anunciou no dia 6 de janeiro que realizara com sucesso um teste de bomba nuclear de hidrogênio, despertando críticas da comunidade internacional, principalmente da Rússia e da China, países geograficamente próximos.

O Conselho de Segurança das Nações Unidas definiu o ato como uma "clara violação" às suas resoluções e se reuniu de emergência para trabalhar em novas sanções contra o país.Uma bomba de hidrogênio pode ser até 50 vezes mais potente que as tradicionais de urânio e é mais difícil de ser produzida. Elas funcionam através da fusão de átomos em cadeia.

No dia do anúncio, nenhum especialista nem país conseguiu confirmar a realização do teste. Apenas a Coreia do Sul registrou um tremor de terra que poderia estar relacionado à atividade nuclear.

*Com informações da ANSA e Reuters 

Últimas de _legado_Mundo e Ciência