Atentados na Síria matam 45

Pelo menos 110 pessoas ficaram feridas em explosão de um carro-bomba em Damasco

Por O Dia

Damasco - Um ataque terrorista executado ontem na capital síria matou ao menos 45 pessoas e feriu outras 110. Foram duas explosões. A primeira aconteceu quando um carro-bomba foi detonado próximo a um ponto de ônibus lotado. Logo em seguida, quando vários passantes correram para tentar ajudar os feridos, dois homens-bomba acionaram seus explosivos no meio da multidão. A ação foi reivindicada pelo grupo terrorista Estado Islâmico (EI).

As explosões aconteceram perto do mausoléu Sayydah Daynab Shrine, que é um local de peregrinação dos muçulmanos xiitas. O mesmo santuário já havia sido alvo de outros dois atentados, em fevereiro do ano passado. Naquela ocasião, quatro pessoas morreram em ataques suicidas e outras 13 ficaram gravemente feridas. No mesmo mês, uma explosão em um ônibus com peregrinos xiitas matou nove pessoas. As duas ações foram reivindicadas por terroristas de outro grupo sunita, o Frente al-Nusra.

Atentado aconteceu perto de um ponto de ônibus que estava lotado e teve grande poder de destruição Efe

As explosões em Damasco e as mortes acontecem quando representantes do governo da Síria, de grandes potências e das Nações Unidas discutem uma saída para encerrar a guerra no país, que já dura cinco anos. A previsão é que as negociações sobre o fim do conflito durem ao menos seis meses, segundo estimativa do enviado da ONU, Staffan de Mistura. Os primeiros objetivos a serem alcançados seriam um cessar-fogo, fim do Estado Islâmico e o aumento de ajuda humanitária.

Outras metas do encontro de delegações são a estabilidade do governo, uma revisão constitucional e a convocação de futuras eleições, desta vez patrocinadas pelas Nações Unidas.

Além da explosão do carro-bomba%2C ocorreram dois ataques suicidasEfe


Últimas de _legado_Mundo e Ciência