Perfis fakes, sites pornôs e outros estão em lista de 'pecados digitais'

Cyberstalking e abusos em redes sociais como Facebook , YouTube, Twitter e blog também estão marcados

Por O Dia

Itália - A Igreja Católica vai oferecer na próxima quarta-feira, na cidade de Teramo, na Itália, um curso para esclarecer sobre "pecados digitais", que ocorrem cada vez mais com a profusão de redes sociais mundo afora, segundo os religiosos. Estão na lista: falsidade ideológica, cyberstalking, perfis fakes, hackeamento de e-mails e violação de privacidade, além da pirataria e do acesso a sites de conteúdo pornográfico.

Pessoas que usam Facebook e Twitter para difamação e cyberstalking estão pecando, segundo religiososDivulgação

Confessores, religiosos e diocesanos de todo o país participarão do encontro no Santuário de São Gabriel. "A lista de novos pecados inclui abusos em chats, pessoas que se aproveitam de redes como Facebook, YouTube, Twitter e blogs para cometer crimes de difamação e cyberstalking. Tem também os que criam perfis falsos para extorsão e os que navegam em sites pornográficos", disseram os organizadores do evento.

A discussão se centrará no questionamento sobre a possibilidade de conceder indulgência jubilar aos crimes informáticos, já que neste ano, Santo Extraordinário, o Papa autorizou a concessão de perdão a todos os cristãos que se confessarem.

Estão na pauta, além dos pecados já considerados graves para a moral cristã, os pecados sociais (criminalidade, corrupção, manipulação genética, aquecimento global, fraude fiscal, etc.) e os hamados "pecados informáticos".

Nos últimos anos, o Vaticano tem se inserido cada vez mais no mundo digital. A Santa Sé já possui um canal no YouTube, contas no Twitter e perfis em outras redes sociais.

*Com informações da ANSA

Últimas de _legado_Mundo e Ciência