Polícia francesa prende seis pessoas supostamente ligadas ao EI

Segundo a imprensa do país, grupo pretendia atacar casa de swing em Lyon, que fica no sudeste da França

Por O Dia

Paris - A Polícia francesa prendeu nesta terça-feira seis pessoas que estavam se preparando para viajar à Síria, supostamente para se unirem a grupos jihadistas. Conforme a imprensa do país, duas delas pretendiam atacar clubes liberais de swing.

Policiais detiveram em Lyon seis pessoas que supostamente pretendiam viajar à Síria para se juntar a extremistasFoto%3A EFE

Foram seis presos, cinco homens com idades entre 22 e 27 anos e uma mulher de 20, todos teriam comprado uma passagem de ônibus com destino a Síria , partindo de Lyon, que fica no sudeste da França. A operação contou com a participação da subdireção antiterrorista da Polícia Judiciária (SDAT) e da Força de Intervenção da Polícia Nacional, afirmou a emissora "BFM TV".

Os presos só poderão permanecer presos sem uma apresentação a um juiz antiterrorista durante um período de até 96 horas. O jornal "Le Monde" afirmou que alguns dos detidos já eram conhecidos pelos serviços de inteligência devido a sua filiação ao movimento islamita radical, embora não tenham sido condenados por isso.

O promotor de Paris, François Molins, disse no último dia 18 que mais de 1.800 franceses estão atualmente envolvidos em filiais jihadistas na Síria e no Iraque, um número que inclui os que já estão em algum desses países, os que pretendem ir até ali e os que estão a caminho, pela primeira ou por outra vez.

Com informações da agência EFE

Últimas de _legado_Mundo e Ciência