Projeto ensina motoristas de ônibus a lidar melhor com os passageiros

Mais de 20 mil profissionais do setor no Estado do Rio já receberam certificado de 'Motorista Cidadão'

Por O Dia

Rio - Mais de 20 mil motoristas de ônibus do Rio de Janeiro já receberam o certificado de “Motorista Cidadão”. Desenvolvido desde 2006, o Programa Motorista Cidadão é um treinamento presencial que instrui os profissionais do setor sobre a importância da qualidade do serviço que prestam à população. A quantidade de formados é equivalente à metade dos condutores ativos no estado.

A certificação é reconhecida pela Universidade Corporativa do Transporte (UCT) e pela Fundação Getúlio Vargas, responsáveis pelo projeto. Segundo a coordenadora de Projetos Educacionais da UCT, Denise Azevedo, o curso transmite ao motorista o real significado de seu papel perante a sociedade. O treinamento é realizado por instrutores da FGV e pode ser solicitado pelas empresas de sindicatos filiados à Fetranspor (Federação das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Rio de Janeiro).

Mais de 800 profissionais se formaram na última turma do programaDivulgação

“Além de resgatar o orgulho desses profissionais, o programa ressalta o papel deles na condução de vidas, as atitudes cidadãs que ele precisa ter, o que precisa fazer para atender bem a população de maneira geral”, explica a coordenadora. O curso tem carga horária de 36 horas e é gratuito. Ao término, é aplicada uma prova com nota mínima para aprovação.

O treinamento é dividido em seis módulos, que abordam temas como os direitos, deveres e o papel social do motorista e a otimização das relações no ambiente de trabalho.

Motorista há dois anos, Bruno Silva de Souza, 28, é um dos 800 profissionais formados na 34ª turma do programa. A cerimônia foi no dia 10 de junho, no Vivo Rio, no Aterro do Flamengo, Zona Sul. “O projeto põe em prática o respeito pelo próximo e a empatia do profissional. A gente aprende a se colocar no lugar do outro, a tratar o passageiro como nosso cliente”, conta ele, um dos mais novos motoristas cidadãos.

“A certificação dá para eles um certo status. O motorista que passa pela formação sente que tem um diferencial em relação aos outros. Todo aquele aprendizado que já tinha adquirido no treinamento aplicado quando foi contratado volta com força. É uma reciclagem que traz um novo gás”, diz a psicóloga Flávia Guedes Pereira, do departamento de Recursos Humanos de um grupo de empresas do setor.

Últimas de _legado_O Dia no Coletivo