Por bferreira
A preparação da Jornada Mundial da Juventude, que deve reunir 2 milhões de peregrinos no Rio, exige responsabilidade e planejamento. Na área de saúde, o trabalho voluntário de profissionais de Enfermagem tem importância fundamental em eventos deste porte. Dos primeiros socorros à emergência, o atendimento básico pré-hospitalar exige mão de obra qualificada, que garanta o bem-estar do público nos eventos.
O Conselho Regional de Enfermagem arregaçou as mangas e começou a capacitar profissionais com aulas teóricas e práticas. Ao todo, 3 mil voluntários da saúde serão treinados para a Jornada, em oito módulos do CapacitaCoren-RJ. Os primeiros cursos foram ministrados em Laranjeiras e no Rio Comprido, oferecendo atualização em Treinamento de Urgência e Emergência Clínica.
Publicidade
As aulas são ministradas por especialistas, mestres e doutores da área de Enfermagem. Todo este cuidado tem razão de ser. Em eventos de massa ao ar livre, os riscos precisam ser minimizados. Desde os casos de insolação e hipoglicemia até emergências traumáticas e cardiorrespiratórias, os voluntários têm de estar prontos para qualquer eventualidade. Daí a importância da capacitação.
O Coren-RJ também também vai atualizar os voluntários no processo chamado de estratificação de risco: classificar os casos de acordo com a sua gravidade e saber a decisão certa a tomar em cada um deles. Esse cuidado ajuda a identificar os atendimentos que se enquadram em situação de emergência.
Publicidade
Acima de tudo, no entanto, a palavra-chave atende pelo nome de prevenção. Pequenos gestos, como uso de chapéu ou boné, filtro solar e hidratação são essenciais para evitar os possíveis danos à saúde. O cuidado precoce é sempre o melhor caminho para evitar internações e garantir a saúde dos fiéis. O Coren-RJfaz sua parte neste processo.
Publicidade
Presidente do Conselho Regional de Enfermagem do Rio de Janeiro