Sucesso na carreira: Chefes despreparados

78% dos funcionários estão infelizes no trabalho e a maioria deles está insatisfeita com seus chefes

Por O Dia

Rio - Bons líderes mantêm a equipe satisfeita e motivada. Porém, as pesquisas profissionais mostram que 78% dos funcionários estão infelizes no trabalho e a maioria deles está insatisfeita com seus chefes. Em geral, este problema é desencadeado pela promoção de pessoas sem as habilidades necessárias para cargos de liderança, pois desconhecem as ferramentas para liderar e motivar equipes. Veja como agir nessas situações.

Por Janaina Ferreira

PERGUNTA E RESPOSTA

“Meu novo chefe é incompetente, desmotivador e atrapalha os resultados da equipe. Estou insatisfeita, ansiosa e penso em pedir demissão. Essa seria a melhor decisão?”

Neiva, Tijuca

A Olá Neiva! Pelo seu relato, você faz parte de uma legião de funcionários que convivem com chefes que às vezes até são preparados tecnicamente para a função, mas não conhecem as ferramentas para liderar e motivar equipes.

Os bons líderes conseguem conciliar tanto as demandas da equipe quanto às necessidades operacionais e estratégicas da empresa. Porém, os profissionais que ocupam cargos de chefia sem ter as competências necessárias e sem receber treinamento adequado ficam perdidos e acabam transferindo a desordem para suas equipes.

As pessoas que estão sendo administradas por este tipo de gestor acabam pedindo demissão do chefe, não da empresa. De certa forma, eles estão pondo um ponto final nas situações onde se sentem improdutivos, aprendem pouco e se estressam muito.

Contudo, se você estiver em uma boa empresa, sugiro que você procure conversar com a área de Recursos Humanos para negociar a possibilidade de mudar de setor.

A conversa precisa ser muito bem conduzida. Use o argumento de experimentar outras áreas e setores para desenvolver novas habilidades, pois se o seu chefe é mantido no cargo é porque alguém acredita que ele é bom para a empresa.

Não descarte a possibilidade de enviar currículos para outras firmas que sejam mais alinhadas com seus valores. E até que a nova situação se defina, aproveite para desenvolver a habilidade de dominar a sua ansiedade. Boa sorte na negociação!

Janaina Ferreira é professora do Ibmec-RJ. Amanhã, Sucesso nas Finanças

Últimas de _legado_Opinião