Por adriano.araujo

Rio - Dezembro já entrou na bandeira 2, com tudo!

Os gráficos de pesquisas sobre educação põem o Brasil no fundo da sala, de costas e joelhos no milho. Escapamos em Matemática. Sinceramente, pra viver com o salário vigente, só um Prêmio Nobel dos números.

Lembrei de um sujeito pensando alto no balcão da tendinha: — Tô vendendo o almoço pra comprar a janta. Igual a um siri: engordando por dentro do osso!
Somos especialistas em “jeitinhos” pra manter os hábitos.
Uma tarde, percebo no drinque do vizinho um gelo amarelado. Depois do gole, ele soluça: — É uísque! A água de coco está inviável!

O Mantega diz que a inflação está sob controle. Minha única certeza: caindo mesmo, só os times cariocas.

Nos meus recentes pesadelos, aquela voz postada e galopante das ofertas de supermercados na TV anuncia os preços: arquibancada, apenas duzentos e cinquenta! Água mineral no engarrafamento, cinco reais! Mate na praia é dez! Queima total!

Valendo a pena, só emprego em hotel! Aliás, as águas do Rio Maracanã também andam nas alturas.

Perto do Natal, tem gaiato salgando piaba pra vender na promoção do bacalhau. Nem mulato­velho, no tempo da mercearia e lasquinha pra cachaça, consegue ser tão seco. Na feira de domingo, ouvi gritos do vendedor: olha o bolinho! Olha o bolinho! Só falta o bacalhau...

De avental branco, o cara de pau oferecia batatas no caixote improvisado.

Verdade, o mar não está pra peixe algum. Crescemos zero. Nem o “azulzinho” dá jeito.

Meu amigo Cabelada comemora 67 anos. Famoso com a quase vinheta “todo juiz é ladrão, Cabelada, não!”, foi eleito três vezes o maior 171 de Vila Isabel. “Hour Concours”, quer passar a faixa pro caminhoneiro das vigas da Perimetral. Cá pra nós, um pênalti marcado no apagar das luzes. Ninguém viu. Só o árbitro e seu apito.

A crônica tanto recorreu aos marítimos que vou puxar uma sardinha pra minha brasa. Saiu o CD com os sambas­enredo da Série A de 2014 (antigo Grupo de Acesso). Com o parceiro Cláudio Russo, assino o samba que a Renascer de Jacarepaguá vai levar pra Sapucaí.

Que beleza! Que beleza! Abre o puxador.

E-mail: moaluz@ig.com.br

Você pode gostar