Mario Augusto Jakobskind: Rotina da injustiça

E 2014 bate as portas com promessas das mais diversas: Copa do Mundo e eleições serão os principais eventos do ano

Por O Dia

Rio - E 2014 bate as portas com promessas das mais diversas: Copa do Mundo e eleições serão os principais eventos do ano. Nas partidas de futebol, em função do padrão Fifa, o povo propriamente dito não terá condições de estar presente nas partidas em função do preço dos ingressos.

Prevê-se também que mais uma vez se ouvirão os clamores populares, a voz rouca das ruas, nas grandes cidades brasileiras. Até porque, das exigências proclamadas nas manifestações ao longo de 2013, poucas delas foram cumpridas.

Em uma breve retrospectiva de 2013, muitos temas e personagens que esquentaram o cardápio político simplesmente saíram de circulação. Por exemplo, o que é feito de Carlinhos Cachoeira? Ele andou preso um período, inclusive em 2012, mas depois acabou solto.

Na verdade, Cachoeira saiu do noticiário, mas, segundo um jornal regional, ‘O Popular’, de Goiânia, agora age no ramo imobiliário, especialmente na capital goiana, em Anápolis e outras cidades do interior. O jornal informa ainda que Cachoeira é um empresário muito bem-sucedido e está preparando a candidatura de sua esposa, Andressa, que até já se filiou ao PSL.

Carlinhos Cachoeira pode ser visto circulando na noite de Goiânia, frequentando com a futura candidata a deputada federal os melhores restaurantes da cidade. O casal é a todo momento mencionado nas colunas sociais do estado.

Já o amigo de Cachoeira, o ex-senador Demóstenes Torres, também saiu do noticiário e conta com a memória fraca da população, que acaba o contemplando pelo esquecimento.

Enquanto isso acontece, no Rio de Janeiro a Justiça (?) condenou a cinco anos e em regime fechado Rafael Braga Vieira, um catador de papel preso em uma das manifestações de junho, no Centro da cidade. Uma das acusações que pesa sobre ele é a de portar o desinfetante Pinho Sol e, com isso, fabricar coquetéis molotov.

Enquanto isso, além de Cachoeira, outros brasileiros de alto poder aquisitivo, entre os quais Daniel Dantas, seguem na rotina do que sempre fizeram. Dessa forma cumpre-se a tradição, ou seja, pobres, geralmente negros, são condenados e considerados figuras perigosas.

Jornalista

Últimas de _legado_Opinião