Por bferreira

Rio - A paralisação dos garis em pleno Carnaval expõe questões que vão além da tumultuada negociação por justo aumento de salários. O não recolhimento dos resíduos por alguns poucos dias no Rio ergueu montanhas de lixo que inundaram a cidade e envergonharam os cariocas. O episódio deixa várias reflexões oportunas. Revela, por um lado, a falta de melhor cuidado com o gerenciamento das rotinas da cidade, sim. Mostra que não basta só enfatizar a necessidade de se construir mais e mais, mas também de fazer o simples dia a dia funcionar bem. A questão da reciclagem e separação do lixo, por exemplo, que poderia amenizar o problema, se avançou em alguns condomínios, anda a passos de cágado no resto da cidade, sob responsabilidade da empresa oficial de limpeza da prefeitura, a Comlurb. Por outro lado, grande parte dos dejetos que empesteiam praças e ruas da cidade agora com a greve poderia ser evitada se houvesse mais consciência da população em não descartá-los a esmo.

A reflexão deve ir além. O lixo que se amontoou nos pós-blocos e tanto causou espécie em cariocas e turistas é o mesmo que se entulha nos ‘aterros sanitários’. E não há ‘tecnologia de absorção’ que faça tanta porcaria sumir. Incomoda porque está na porta da nossa casa. Havendo caminhão coletor e alguém que varra, na lógica egoísta e trôpega dos foliões, não faria mal deixar o rastro de imundície. Mas os monturos não somem no ar. A julgar pelo volume deitado na cidade, não há aterro sanitário de última geração, com captação de chorume, aproveitamento de biogás e outras perfumarias, que consiga dar conta.

Manter a cidade limpa não é tarefa exclusiva dos garis, mas de todos nós. Cabe à população, diante desse cenário de pós-guerra que marcará para sempre o Carnaval 2014, ser um pouquinho mais responsável. Não seria necessário um batalhão de garis se o carioca não fosse tão displicente com seu lixo. É preciso entender as reivindicações dos funcionários da Comlurb, mas é letal deixar a cidade tão descuidada. Que sirva de lição.

Você pode gostar