Por bferreira

Rio - Os brasileiros parecem estar anestesiados em relação à corrupção, arraigada na sociedade e raramente combatida com eficácia, o que é lastimável. Diante de alguns episódios, porém, é impossível agir com indiferença. É o caso da banda podre da PM envolvida com os achaques à indústria de moda íntima da Região Serrana, como O DIA vem mostrando desde terça-feira. Assustam a criatividade para praticar o mal e para enriquecer à custa de inocentes e a participação de pessoas que já deram o bom exemplo.

Reportagem nesta edição revela que um dos presos da ridícula ‘Gangue da Calcinha’ fora condecorado por bravura no ataque à Escola Tasso da Silveira. O militar que ajudou a impedir uma chacina ainda maior, imobilizando o agressor, é suspeito de extorquir de comerciantes e de roubar peças.

Ao menos estes policiais estão presos, pois houve investigação, possivelmente por causa de denúncias. É preciso indignar-se com a corrupção sempre, ou ela corroerá o país até sobrarem a lei do mais forte e a barbárie.

Você pode gostar