Editorial: Ganho inestimável para o estado

O traçado do corredor é garantia de prosperidade para os municípios

Por O Dia

Rio - A parte do Arco Metropolitano a ser inaugurada hoje pela presidenta Dilma Rousseff e demais autoridades do governo injetará de volta no PIB fluminense o que foi gasto na obra, cerca de R$ 2 bilhões, com perspectivas de vantagens ainda maiores. É uma prova inequívoca da importância da empreitada, que trará ganhos muito mais expressivos para a saúde financeira do estado do que para o trânsito em si. De fato, o Grande Rio respirará um alívio imediato nos engarrafamentos no curto prazo, mas os fluminenses, em especial os moradores da Baixada, receberão muito mais dessa via há anos muito ansiada.

O traçado do corredor é garantia de prosperidade para os municípios, como O DIA mostrou ontem: são mais indústrias e mais serviços para uma região historicamente carente de ações. Ao melhorar os caminhos na Região Metropolitana, no médio prazo mais fábricas vão se instalar no estado, pois uma malha mais reticulada garante logística mais ágil e — por que não — mais barata, o que inclusive pode refletir no preço final para o consumidor.

Prova de que grandes projetos de infraestrutura viária e de transporte de massa são fundamentais para o bem-estar da população. Por isso, que se invista em mais BRTs, na expansão do metrô e em corredores que desafoguem os gargalos e garantam fluidez.

Últimas de _legado_Opinião