Muita gente ligada ao PT torce pela presença de Marina Silva no 2º turno

Os argumentos estão relacionados à campanha nos principais estados do Sudeste

Por O Dia

Rio - A avaliação não chega a ser consensual no PT, mas muita gente ligada à campanha de Dilma Rousseff enumera razões para torcer pela presença de Marina Silva (PSB), e não de Aécio Neves (PSDB), no segundo turno da eleição presidencial.

Os argumentos estão relacionados à campanha nos principais estados do Sudeste. Para este grupo, a saída de Aécio viabilizaria o retorno de praticamente todo o PMDB-RJ para a campanha de Dilma (boa parte apoiou o tucano ao longo do primeiro turno).

Sem Alckmin
Para esses petistas, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, que deverá ser reeleito no primeiro turno, tende a não abraçar a campanha de Marina. A candidata foi contra aliança do PSB com ele.

Em Minas
Com Aécio fora do páreo, Dilma teria caminho livre em Minas: o candidato do PT ao governo, Fernando Pimentel, tem chance de encerrar a disputa depois de amanhã.

Desce e sobe
Os defensores da opção Marina alegam também que é melhor encarar um adversário em queda do que um em ascensão.

Vaga certa
Adesivos de Marina foram colados, ontem, em máquinas que controlam o acesso ao estacionamento do Rio Sul.

Quaquá critica
Presidente do PT-RJ, Washington Quaquá reclama da campanha de Lindberg Farias, que considerou morna, subordinada aos marqueteiros. “O combinado era que iríamos partir para o confronto”, lamenta.

A opção
Um outro petista torce para Marcelo Crivella (PRB) chegar ao segundo turno. “Diante do inferno, eu fico com a Igreja Universal”, justifica.

Últimas de _legado_Opinião