Editorial: Volta o drama dos acidentes em feriados

A imprudência ainda é principal causa dos sinistros

Por O Dia

Rio - Milhares de cariocas estão pegando a estrada desde o fim de semana, com vistas ao feriado de Natal, e já se registram acidentes fatais — como o na Barra, ontem, em que duas mulheres perderam a vida. Oportunidade, portanto, para repetir a cartilha da cautela e do respeito ao próximo.

Não custa lembrar que no Carnaval, outro feriado de grande movimento, o número de mortos em acidentes de trânsito foi aterrador: 155 pessoas faleceram somente nas vias federais — um óbito por hora, uma estatística deprimente.

A imprudência ainda é principal causa dos sinistros. Aumentar o valor das multas, como se fez recentemente, ajuda, mas, para a maioria dos infratores, o que fica é a impunidade. A legislação ainda é tímida contra infratores contumazes, e não raro a Justiça se põe a favor de motoristas bêbedos.

O Brasil consta da lista dos países que mais matam nas estradas, ‘título’ que precisa ser rechaçado. Ajuda contar com novas tecnologias e com o aumento da fiscalização. Mas, sem investir na educação ao volante, centenas continuarão a morrer no asfalto.

Últimas de _legado_Opinião