Por bferreira

Rio - Assistimos na segunda-feira passada ao grave acidente entre dois trens da SuperVia em Mesquita, que deixou mais de 220 feridos, felizmente sem nenhuma morte. As proporções do choque dos trens pôs, mais uma vez, à prova a capacidade de atendimento do Hospital da Posse — maior emergência da Baixada —, para onde foram levados 158 passageiros em menos de quatro horas.

Assim que a secretaria foi acionada, força-tarefa foi montada. Mais de 30 funcionários que não estavam de plantão se ofereceram para ajudar, mostrando o comprometimento que só existe quando há valorização e condições dignas de trabalho. Tratamos o acidente como catástrofe, com a divisão das equipes em lideranças, triagem de pacientes já na entrada do hospital e ortopedistas na sala de exames de imagem. Pacientes graves eram levados para a sala vermelha. Contamos também com o reforço na farmácia.

Foram seis ambulâncias do Samu, 30 médicos, 19 enfermeiros e 50 técnicos de enfermagem, além de outros 45 profissionais como técnicos de Raio-X e farmacêuticos.

Nada disso seria possível sem as mudanças de procedimentos e de gestão que o município vem implantando desde 2013. Sabendo da importância do hospital para toda uma região, onde vivem cerca de 4 milhões de pessoas, ampliamos os investimentos na unidade. A inauguração da nova Emergência, a reforma das enfermarias e ambulatórios e da Pediatria e aquisição de aparelhos qualificaram o atendimento. Só no ano passado mais de 163 mil pessoas foram atendidas nos setores de urgência e emergência, e mais de 350 mil exames de imagem foram feitos. Melhoramos os salários, pagos em dia.

O triste acidente poderia ter sido ainda mais lamentável se não tivéssemos conseguido recuperar esta importante unidade de saúde nos últimos dois anos. Com nossos dedicados funcionários, ajudamos a minimizar o sofrimento das vítimas. Torcemos sempre para que tragédias como essa nunca aconteçam, mas é importante também que tenhamos equipes comprometidas e estruturas prontas para casos graves como esse. Mais uma vez, agradecemos e parabenizamos toda a equipe do Samu e do Hospital da Posse.

Luiz Antônio Teixeira Jr. é secretário de Saúde de Nova Iguaçu

Você pode gostar