Bianca Acampora: Para um bom ano letivo

As atividades que acontecem em uma escola no início de cada ano letivo devem ser planejadas, replanejadas e sistematicamente pensadas

Por O Dia

Rio - As atividades que acontecem em uma escola no início de cada ano letivo devem ser planejadas, replanejadas e sistematicamente pensadas. Um profissional que exerce papel primordial neste contexto é o coordenador pedagógico, responsável pela elaboração do calendário escolar em conjunto com a gestão da escola, pelo planejamento com os docentes, por fazer o levantamento dos alunos que ficaram retidos no ano anterior e por enturmar os jovens por ano de escolaridade, tendo o cuidado de distribuir as classes de acordo com o tamanho das salas disponíveis e com a demanda de cada turma, observando critérios de inclusão e diversidade.

Nesse contexto, o coordenador pedagógico não poderá perder de vista que o aluno é seu foco, a razão de ser de todo o trabalho escolar. A escola é, decerto, locus privilegiado de acesso ao saber sistematizado, construção de conhecimentos, aprendizagem de competências e desenvolvimento de habilidades. Mas tudo isso deve ocorrer tendo-se o bem-estar do aluno como objeto de cuidadosa atenção. Há que se ter consciência de que tanto alunos quanto professores tendem a iniciar o ano letivo com bastante energia positiva, que deve ser bem aproveitada. E isso pode e deve ser feito a partir da boa organização das primeiras atividades.

Deve ser levada em conta no início do ano letivo a preparação do espaço escolar para a recepção dos alunos e a adaptação dos mesmos ao ambiente escolar. Para tal, cada professor é incentivado a organizar a sua sala de forma afetiva, carinhosa e alegre. A equipe pedagógica deve se reunir e pensar, em conjunto, sobre os projetos que desejam desenvolver através do acompanhamento e avaliação do processo de ensino e de aprendizagem e a busca de soluções para os problemas identificados.

Neste momento é muito importante avaliar as práticas já planejadas, discutindo com os envolvidos e sugerindo inovações; proporcionar práticas inovadoras aos professores (pesquisando, estudando, fazendo cursos, oferecendo atividades); estabelecer metas a ser atingidas no decorrer dos bimestres ou semestres e promover clima escolar favorável à aprendizagem e ao ensino, a partir do entrosamento entre os membros da comunidade escolar e da qualidade das relações.

Bianca Acampora é psicopedagoga e professora

Últimas de _legado_Opinião