Editorial: A missão de reconstrução da PM do Rio

O maior desafio será o de aprimorar a formação dos PMs. A ideia de uma polícia cidadã não pode ficar só no discurso da autoridade

Por O Dia

Rio - É louvável que o novo comandante-geral da Polícia Militar do Rio, coronel Alberto Pinheiro Neto, venha a público admitir os erros da corporação e anunciar um plano para a reconstrução da instituição, como revelou em entrevista ao DIA, no domingo passado. Afinal, reconhecer suas próprias falhas é o primeiro passo para a correção de rumos. A troca no comando acontece num momento em que a PM passa por uma de suas piores crises. Solapada por tragédias como a recente morte da jovem Haíssa por soldados despreparados, denúncias de corrupção envolvendo a cúpula e alto índice de baixas na tropa com a morte de policiais, a corporação tenta conter a onda recente de violência que aumenta na cidade e choca a população com mais crianças inocentes vítimas de balas perdidas.

A tarefa será hercúlea. De um lado, para o combate ao crime, o novo comandante terá que aumentar e melhorar o patrulhamento nas ruas e praias e avançar na pacificação às favelas, sobretudo na Zona Norte. Para atacar os problemas internos, terá que reforçar os instrumentos de fiscalização, dar transparência às ações administrativas para evitar desvios e intensificar o monitoramento à tropa, além de rever estratégias para maior proteção aos próprios agentes, seja no trabalho, durante as operações, seja à paisana, nas folgas.

Mas o maior desafio será o de aprimorar a formação dos PMs. A ideia de uma polícia cidadã não pode ficar só no discurso da autoridade. Já passa da hora de a Polícia fluminense enterrar de vez a infame prática faroeste de atirar primeiro e perguntar depois, como a ação desastrosa que vitimou a jovem Haíssa na carona de um carro confundido por policiais. Encucar definitivamente nos novos recrutas que a sua principal missão não é de guerrear, mas, sim, de dar proteção ao cidadão e à vida é prioridade número 1. A reconstrução da PM passa por aí.

Últimas de _legado_Opinião