Valnei Costa: Cidade acessível

Com o passar do tempo, a evolução da cultura e a criação de leis, a pessoa com deficiência deixou de ser privada de sua vida e começou a ser incluída na sociedade

Por O Dia

Rio - Antigamente era um ‘fardo’ conviver com uma pessoa com deficiência. Com o passar do tempo, a evolução da cultura e a criação de leis, a pessoa com deficiência deixou de ser privada de sua vida e começou a ser incluída na sociedade. Claro que a nossa caminhada ainda é longa, mas em Nova Iguaçu estamos avançando com políticas públicas. Não falo deste tema por ouvir dizer. Vivo a realidade de um cadeirante há 38 anos.

Com 33% da população com algum tipo de deficiência, de acordo com o Censo 2010 do IBGE, Nova Iguaçu está se preparando para melhor atender os mais de 60 mil deficientes motores e mais 204 mil com outras deficiências. Eleito prefeito, Nelson Bornier criou, em 2013, a Subsecretaria Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência, uma raridade em nosso país.

Para superar obstáculos, criamos a primeira Rota Acessível na área central. O roteiro inclui a Rodoviária, a prefeitura, a Secretária de Assistência Social, o Hospital Geral de Nova Iguaçu (Posse) e Centro de Acolhimento ao Deficiente, o primeiro do estado. A rota contará com piso tátil, rampas, calçadas adequadas e livres, além de pontos de ônibus acessíveis, sinais de trânsito sonoros e vagas de carro.

A prefeitura disponibiliza fisiatras, urologistas, fisioterapeutas e assistentes sociais. Criamos o programa Saúde Mais Especial, que cuida do deficiente de uma maneira diferenciada, com acompanhamento neurológico e transporte. Já são mais de 800 deficientes inscritos e já chegamos a atender, em 12 dias, mais de duas mil pessoas.

Criamos parceria com a Secretaria Municipal de Esporte e Lazer para promover o desporto recreativo adaptado, quatro vezes por semana, na Vila Olímpica e na Praça Santos Dumont. Cerca mais de 100 pessoas estão sendo atendidas.

E temos um aliado de peso em Brasília: o deputado Felipe Bornier (PSD-RJ) propôs ao seu colega Eduardo Cunha (PMDB-RJ), virtual futuro presidente da Câmara dos Deputados, a criação da Comissão Permanente para tratar de assuntos ligados à acessibilidade e políticas públicas voltadas às pessoas com deficiência. Cunha comprou nossa proposta e vai transformá-la em realidade no Congresso.

Valnei Costa é subsecretário de Direitos da Pessoa com Deficiência de Nova Iguaçu

Últimas de _legado_Opinião