Por bferreira

Rio - No mês em que se comemora o Dia Internacional da Mulher, sugiro refletir sobre a incrível capacidade que algumas de nós têm para escolher homens errados e, em tempo recorde, colocá-los em nossas vidas. A pessoa nem teve tempo de conhecer direito a criatura, e o sujeito já está lá, dividindo cama, teto, convivendo com nossos filhos. Como explicar? Carência? Necessidade financeira? Ambos? Não importa. Temos que aprender a escolher melhor. Porque má escolha neste campo pode ter consequências gravíssimas.

O recente caso do padrasto que espancou o enteado com paralisia cerebral — por ciúmes, segundo a mãe — é um exemplo. A mãe conhecia o infeliz há apenas dois meses e já tinha levado o maluco para casa.

É fato que homem — assim como as mulheres — não vem com certificado de garantia. Mas algumas precauções dá para tomar. Tem mulher que antes de comprar uma geladeira — eletrodoméstico caro, que dura uns dez anos — investiga tudo sobre a marca, mas não tem o mesmo cuidado com homens. Mal conhece, já leva o indigitado pra casa.

Algumas dicas (quase) infalíveis para não levar gato por lebre:

1. Se o cara se relaciona pessimamente com as ex, desconfie. Há grande chance de ser a próxima vítima.

2. Se tem ciúme doentio, pode tratar-se de um psicopata. Um pouco de ciúmes é até gostoso, mas em excesso pode ser doença grave.

3. É claro que o fato de ter sido uma criança maltratada não significa necessariamente um adulto ruim. Há inúmeros casos de superação, mas em outros as cicatrizes da infância não se fecham. Cuidado.

4. Se a figura tem obsessão pela mãe, capaz de falar oito vezes por dia com a candidata a sogra, sei não. Investigue. Boas chances de o produto ter vindo com defeito.

Tudo bem, sei que está faltando homem no mercado, mas não é por isso que você vai adquirir mercadoria podre — nesse caso, o Procon não pode lhe ajudar. Se você já é mãe, então, os cuidados devem ser redobrados — porque não é só você na jogada, mas seus filhos também. Agora, se você é daquele tipo que coloca as relações amorosas acima de tudo, inclusive dos filhos, aí, minha querida, sinto informar: quem veio com defeito foi você. Procure conserto na autorizada mais próxima.

Cidinha Campos é secretária estadual de Defesa do Consumidor

Você pode gostar