Por bferreira

Rio - Exercitar-se contemplando as belezas naturais do Rio deveria constar da rotina de todo carioca. Pequenas, porém, prazerosas ações como uma caminhada pela orla ou uma trilha na Floresta da Tijuca fazem bem à saúde de qualquer pessoa. Elas melhoram a qualidade de vida, contribuindo para a nossa saúde física e mental. Mas, a supor pelo nível de estresse entre executivos cariocas, muita gente não está aproveitando os cartões-postais para deixar a saúde em dia.

Anualmente, realizamos levantamento com o resultado de exames de quem fez nosso check-up. Os dados permitem que se tenha certa noção de como anda a saúde do carioca. E o índice de estressados foi o que mais chamou a atenção em 2014. Dos mais de 1.600 que passaram pela bateria de exames, 61% deles apresentaram algum nível de estresse. Os números são preocupantes. Em 2013 a taxa ficou em 59%.

Infelizmente, ainda há muitas pessoas que não reconhecem o estresse como doença que traz sérios riscos. Consideram como um distúrbio causador de dor de cabeça, chateação e cansaço. Porém, em casos graves, pode desenvolver irritações na pele, dores musculares, aumento da pressão arterial e até dores no peito que podem levar ao enfarte.

A verdade é que o ambiente de toda metrópole reúne fatores que podem deixar qualquer um estressado. Não é fácil lidar com o trânsito caótico, a correria do dia a dia, pressões no trabalho e, atualmente, as incertezas econômicas do país. Porém, é importante que todos tenham hábitos que reduzam o impacto dos problemas da vida moderna.

E a atividade física é uma excelente opção. Ainda mais quando se tem à disposição cenários como a Lagoa, a Pedra da Gávea, o Corcovado e o Aterro. Todas, paisagens célebres da Cidade Maravilhosa e convidativas para a prática de esportes.

Mas o que se vê no nosso levantamento é outro panorama: 47% das pessoas afirmaram que não se exercitam nenhuma vez na semana. É claro que existem outros fatores que contribuem para prevenir o estresse, como boa noite de sono e tempo para o lazer e hobbies. Entretanto, praticar atividade física ao ar livre no Rio propicia, como nenhuma outra, benefícios ao corpo e a mente. Como podemos não aproveitar?

Eduardo Duarte é coord. do Check Up do Centro de Med. Nuclear da Guanabara

Você pode gostar